sexta-feira, 28 de abril de 2017

Spy Cat

 WikiLeaks retweetou
 Yahoo UK News‏Conta verificada @YahooNewsUK  2 hhá 2 horas
Mais
 CIA tried to create ‘spy cat’ using implanted microphones to snoop on Russians https://yhoo.it/2pGrIHu

Ron Paul e Assange

Donald Trump depois de um tweet a dizer que amava WikiLeaks" agora aceita a ideia da CIA que quer "prender Assange", Hoje, o libertário Ron Paul, numa entrevista ao vivo com o fundador do Wikileaks deixou muita clara a sua opinião sobre o que isso sinaliza: "Não podemos permitir que esse presidente declare guerra aos que dizem a verdade". Para Assange a CIA "tem sido profundamente humilhada como resultado das nossas publicações em andamento, daí a sua acção preventiva para nos tentar desacreditar e criar uma nova categoria abrangendo Wikileaks e outros repórteres de segurança nacional para tirá-los da protecção da Primeira Emenda".

Afrikaine 808


Esqueleto de Chicago

                                     
Uma nova escultura na Foster Avenue Beach de Chicago está provocando fortes reacções dos visitantes. Trata-se de um esqueleto preto colocado sobre a relva do parque que lembra as obras do escultor suíço Alberto Giacometti. Mas a peça em questão foi criada pelo artista contemporâneo Thomas Houseago, nascido na Inglaterra e que agora reside em Los Angeles. Este seu trabalho de 2013 com o título de "Striding Figure" é influenciado pelo cubismo, performance e futurismo. Alguns visitantes expressaram preocupação, dizendo que o assunto era demasiado "escuro" para um parque que é popular entre as famílias. "Isso vai assustar algumas crianças", comentaram os críticos da figura.  

quinta-feira, 27 de abril de 2017

ISIS na Índia

O terrorismo jihadista na Índia, que no passado se limitava à rebelião separatista de Caxemira, agora está prestes a adquirir uma projecção global, à medida que a radicalização e o recrutamento se tornaram mais sofisticados graças às redes sociais e à Internet. Dizia-se que os muçulmanos no resto do país haviam rejeitado os movimentos radicais que afligem outros países islâmicos. Mas a situação mudou. Há um número crescente de muçulmanos da Índia continental que estão se radicalizando. Na semana passada foram presos três suspeitos de ligações ao Estado Islâmico. A polícia recebeu informações de que alguns suspeitos em Uttar Pradesh se tinham tornado activos e estavam tentando recrutar novos membros para lançar um grande ataque terrorista no país. As investigações iniciais sobre a explosão do comboio de passageiros de Bhopal-Ujjain em Março convenceu as agências de segurança de que foi a primeira operação importante do ISIS na Índia. Teme-se que a Índia possa ser um alvo no plano jihadista global de grupos como a al-Qaeda e o ISIS, que não só estão promovendo a violência através de células adormecidas, mas também atraindo jovens muçulmanos educados e com empregos de prestígio. Alguns são médicos e engenheiros motivados através da Internet ou das redes terroristas baseadas no Paquistão. Também se acredita que muitos jovens muçulmanos indianos estejam lutando no Iraque e na Síria. A Indian Intelligence Bureau calculou em 2016 que a célula indiana da ISIS envolveu mais de 700 pessoas. Os dados sugerem que as pessoas que subscrevem esta ideologia estão presentes em toda a Índia, tornando cada vez mais difícil para as agências acompanhá-las. O Estado Islâmico é observado como uma séria ameaça à segurança. Os seus ideólogos não fazem parte de um movimento organizado, como os mujahedeen indianos, que eram relativamente fáceis de quebrar. É um fenómeno diferente. Apoia-se em diferentes células, sem ligação entre elas, e comandadas por diferentes operadores no exterior.

Bolha no Canadá


A bolha imobiliária do Canadá explodiu. "Já em Julho de 2015, quando expusemos um grande problema que nós prevíamos que assombraria o Home Capital Group, já tínhamos dito que isto poderia acontecer com o maior banco de empréstimo hipotecário. Hoje, todas essas advertências se tornaram realidade, quando o stock do Home Capital Group registou uma queda na ordem dos 60%" (Via Zero Hedge). De acordo com a Bloomberg o empréstimo de resgate não vinculativo com uma contraparte não identificada será garantido por uma carteira de empréstimos hipotecários originada pela Home Trust, Resultado: todo o mercado de crédito do Canadá está a cair.

Justiça porcina

Três militantes do Estado islâmico que se preparavam para fazer uma emboscada no norte do Iraque foram mortos por um rebanho de javalis, segundo os líderes locais. Cheikh Anwar al-Assi, chefe da tribo Ubaid e supervisor das forças anti-ISIS, disse ao jornal britânico The Times que os militantes do ISIS estavam escondidos num campo a cerca de 50 quilómetros a sudoeste de Kirkuk, quando os javalis os atacaram. Ficaram ainda feridos mais cinco jihadistas do grupo que estava prestes a atacar as tribos escondidas nas montanhas desde que os terroristas se apoderaram da cidade de Hawija há três anos. "É provável que o seu movimento tenha perturbado um rebanho de porcos selvagens que habitam a área, bem como os campos de milho próximos. Sabemos que hpouve um massacre do povo no distrito Hawija que se encontra perto da região de Kirkuk, a zona do petróleo" afirmou al- Assi .

Ameaça da Coreia do Norte

O Japão aconselha os seus cidadãos a prepararem-se para o ataque de misseis da Coreia do Norte. Desde que os Estados Unidos começaram a movimentar elementos de seu sistema Terminal High Altitude Area Defesa (THAAD) para um site de implantação na Coreia do Sul antes do esperado. É um sinal preocupante."A Coreia do Norte está falando sobre a construção de mísseis que podem chegar aos Estados Unidos, mas o regime de Kim Jong-un já tem muitos mísseis que podem chegar ao Japão". afirmou o gabinete do primeiro-ministro que emitiu novas directrizes sobre a protecção, incluindo pela primeira vez instruções sobre como responder se um míssil balístico da Coreia do Norte fosse dirigido para o Japão. "Um míssil pode ser detectado assim que sair da plataforma de lançamento, mas isso pode levar vários minutos",  disse o mayor de Osaka (Hirofumi Yoshimura), de acordo com o The Japan Times. O governo japonês quer que os seus cidadãos compreendam que a ameaça da Coreia do Norte é real.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Purga Gay

O presidente da Chechénia emitiu um alerta para a comunidade gay dizendo que vai ser eliminada antes do inicio do Ramadão que começa em 26 de Maio. A mensagem foi entregue à media local russa e confirmada pela Pink News. O ministro britânico Alan Duncan disse no parlamento: "Os grupos de direitos humanos relatam que estas campanhas anti-gays e assassinatos são orquestrados por Ramzan Kadyrov, chefe da república chechena que já fez outras outras campanhas violentas no passado. Desta vez concentrou-se na comunidade LGBT". Segundo a jornalista Elena Milashina "as detenções continuam neste momento e não podemos encontrar uma maneira de salvar aqueles homens que são vítimas de ameaças terríveis". No parlamento português foi apresentado um voto de condenação a esta purga gay na Chechénia que teve a aprovação de todos as forças partidárias. Menos do Partido Comunista (PCP) que se absteve. Uma vergonha!

Jeremy Meeks deportado

O sexy modelo americano Jeremy Meeks, que esteve preso durante dois anos por posse de armas e assaltos, tornou-se famoso como "o mais sensual condenado de sempre" em 2014, quando a polícia californiana colocou a sua fotografia on line. Agora viajou para Londres onde ia passar uma semana para filmar uma série de capas de revistas e recusaram-lhe a entrada. Segundo o Daily Mail foi deportado do Reino Unido menos de oito horas depois de ter chegado. Foi detido pelos guardas de fronteira britânicos ao chegar a Heathrow esta manhã. Descobriram na emigração que ele tinha registo criminal e meteram-no num avião para Nova Iorque.

Júri de Cannes


O Festival de Cannes, que prepara o seu 70º aniversário em grande estilo, já anunciou o júri que irá indicar o filme merecedor de receber a cobiçada Palm d`Or. Ao cineasta Pedro Almodóvar, no lugar de presidente, juntam-se a actriz americana Jessica Chastain, o realizador italiano Paolo Sorrentino, o director francês Agnès Jaoui, o coreano Park Chan-Wook, a actriz chinesa Fan Bingbing e o compositor francês Gabriel Yared. E ainda, uma surpresa, Will Smith.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Lista da Time

Saiu a lista das personalidades mais influentes de 2017 da revista americana Time que destacou figuras da mundo da moda como os estilistas Raf Simons e Alessandro Michele e a modelo plus size Ashley Graham. Das celebridades temos a actriz Viola Davis, o cantor John Legend e o apresentador RuPaul. O escolhido do futebol foi o brasileiro Neymar.

Carlo Scarpa

Enquanto Veneza se prepara para a Bienal, a editora Phaidon presta homenagem a Carlo Scarpa, lançando uma monografia sobre este arquitecto modernista que teve uma forte intervenção na cidade onde nasceu em 1906. Aos 14 anos matriculou-se na Academia Real de Belas Artes. Desde cedo "aprendeu a olhar as coisas para ver o que era novo e diferente no mundo moderno", observa Robert McCarter no livro. Na cidade ilha encontra-se quase todo o seu trabalho, incluindo pavilhões, casas, igrejas e salas de exposição. "Na minha arquitectura, todos os edifícios existentes formam uma parte do ofício", sublinhou Scarpa que também animou os antigos ofícios de construção venezianos, entendendo que a inovação do design está ligada às tradições estabelecidas. Também produziu para empresas peças em vidro que revelam uma incessante atenção aos detalhes. Foi um ávido coleccionador de livros sobre arquitectura modernista, arte, poesia e prosa. Reunia-se com artistas e intelectuais no Café Florian e na livraria Il Campanile cujo dono era um anarquista.

LafargeHolcim financiou ISIS

Eic Olsen, o diretor-geral da construtora suíço-francesa, LafargeHolcim vai deixar o cargo em 15 de Julho devido às provas confirmadas sobre financiamentos que a empresa prestava aos extremistas na Síria. Sobretudo ao Estado Islâmico. "A minha decisão foi determinada pela convicção de que isso contribuirá para a diminuição da tensão que surgiu há pouco tempo em torno da situação na Síria. Embora não tenha participado em nenhuma das violações, nem sabia sequer delas, estou seguro de que a minha retirada beneficiará a tranquilidade na empresa", disse Olsen num comunicado. Segundo o jornal francês Le Monde o gigante de materiais de construção admitiu ter realizado arranjos "inaceitáveis" para assegurar a segurança de uma fábrica de cimento na Síria, assolada pela guerra, entre 2012 e 2014. A fábrica parou de funcionar em Setembro de 2014. Anteriormente, a empresa tinha confirmado o facto de ter cooperado com grupos armados na Síria.

domingo, 23 de abril de 2017

sábado, 22 de abril de 2017

Marc Faber

"A fraqueza da moeda Euro vai aumentar o investimento estrangeiro em empresas europeias. O Euro
tendo diminuído tanto em relação ao dólar dos Estados Unidos e se cair ainda mais, os stocks europeus se ajustarão no lado positivo e as empresas estrangeiras da Ásia ... China, Japão e EUA irão adquirir cada vez mais empresas europeias e activos europeus.

Jihadistas


Jihadistas nas redes sociais criticaram a França após o tiroteio de 20 de Abril de 2017 contra policiais nos Champs-Élysées, em Paris, observando que aconteceu poucos dias antes da eleição presidencial do país e ameaçando "o que está por vir é pior".

Globalismo

 Sobre as eleições francesas. "A confusão deve-se ao facto de que a maior parte do que se chama de "esquerda" no Ocidente foi totalmente conquistada pela actual forma de imperialismo - também chamada de globalização. É um imperialismo de um novo tipo, centrado no uso da força militar e do poder macio para permitir que o financiamento transnacional penetre em todos os cantos da terra e, assim, remodelar todas as sociedades na busca interminável de retorno rentável do investimento de capital. A esquerda foi conquistada para este novo imperialismo porque avança sob a bandeira dos "direitos humanos" e do "anti-racismo" - abstracções que uma geração inteira tem sido doutrinada para considerar as questões políticas centrais, senão as únicas, do nosso tempo. Mas  o "soberanismo" que está crescendo na Europa é interpretado pela media globalista como prova de que "a Europa está se movendo para a direita e porque os europeus são racistas. Esta interpretação é tendenciosa e perigosa. As pessoas em cada vez mais nações europeias estão pedindo a soberania nacional precisamente porque a perderam. Perderam-na para a União Europeia e querem-na de volta. É por isso que os britânicos votaram para deixar a União Europeia. Não porque sejam "racistas", mas porque valorizam a sua tradição histórica de auto-governo". Diana Johnstone-Counterpunch)

Curator de tudo

"A era do curator começou", declarou o crítico de arte Michael Brenson em 1998. As figuras que reuniam obras de arte em galerias eram agora tão "essenciais" para montar exposições como os próprios artistas. Os curadores eram uma espécie de génios universais que "devem ser ao mesmo tempo esteticistas, diplomatas, economistas, críticos, historiadores, políticos e promotores". E acrescentou: "devem ser capazes de comunicar não só com artistas, mas também com líderes comunitários, executivos de negócios e chefes de estado". Um curador serve para tudo e mais alguma coisa. Mas como afirmou o jornalista Thomas Frank "The Revolution Will Not Be Curated"

Ai Weiwei


Concebida em resposta ao desastre humanitário actual, a exposição com o título de The Law of the Journey que está na National Gallery de Praga, resultou da pesquisa feita pelo artista chinês nos campos de refugiados na ilha de Lesbos, Grécia. "Tudo é arte. Tudo é política", disse Ai Weiwei. O título da exposição alude à leitura de Walter Benjamin do livro com o mesmo nome de Franz Kafka. A mostra inclui uma instalação que consiste num barco gigante de borracha com quase 300 figuras andrógenas aconchegadas no interior. Funciona como uma resposta artística à crise dos refugiados que se tornou especialmente aguda desde 2015. Ao longo dos últimos anos, Ai Weiwei tem vindo a utilizar a sua plataforma como um dos nomes mais reconhecidos na arte contemporânea para trazer à luz questões de deslocamentos humanos, fome e desastres naturais. No entanto, há quem veja na apropriação destas problemáticas como um oportunismo. Na actual sociedade de espectáculo, as constantes posições "políticas" e sociais de celebridades das artes plásticos, da música e do cinema...cheiram-me sempre a aldrabice. Corresponde a uma constante necessidade de exposição pública.

Tom Schilling


Vilnius

O actor Tom Schilling usou uma fotografia de Gerhard Richter na capa do seu álbum de estreia como compositor e cantor. A última vez que o artista alemão consentiu que uma obra sua fosse utilizada num projecto musical foi em 1988, envolvendo a banda de rock noise rock Sonic Youth. Forneceu duas versões da sua imagem "Candle" (1982-1983) para a capa do disco Daydream Nation. Talvez porque a sua ex- mulher Isa Genzken fosse amiga de Kim Gordon, fundadora e vocalista da banda americana. Agora uma dos suas Seascapes (paisagens marítimas) surge na capa do disco Vilnius da banda Tom Schiling & The Kids Jazz que foi lançado ontem.

Crise de estupidez

Crise social, económica e identitária? Tudo isto junto numa espécie de cocktail Molovov. Mas a verdadeira crise é uma crise de estupidez. Chocado bichano? Eu, também estou.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Cuidado com as sondagens


Clint Eastwood

O tema do próximo filme de Clint Eastwood será o ataque frustrado por três soldados americanos no comboio que liga Bruxelas a Paris em 21 de Agosto de 2015. Anthony Sadler, Alek Skarlatos e Spencer Stone conseguiram dominar o terrorista marroquino Ayoub El Khazzani que estava armado com uma AK 47. Os amigos,que passavam férias na Europa e salvaram centenas de vida, foram condecorados pela sua coragem. O guião do filme, cujo nome ainda não foi divulgado, baseia-se no livro The 15:17 to Paris do jornalista Jeffrey E. Stern

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Olivier Mathiot

O presidente do France Digital escreveu um artigo onde diz que vai votar Emmanuel Macron. "Não ser de esquerda nem de direita não é uma renúncia: é um olhar pragmático. Virou-se para soluções sem ideologia. O seu projecto é o que eu chamo de democracia social", afirmou. Olivier Mathiot, nascido há 46 anos numa família de intelectuais de esquerda, defende empresários da Web em vez de liberais de espírito. Descreve-se como um "influenciador" e adora Silicon Valley. Em 2012 co-fundou PriceMinister, campeão do e-commerce e foi um dos porta-vozes do movimento Les Pigeons.

Obama apoia Macron

Barak Obama falou com Macron para referir a «importante eleição» em França. De acordo com um porta-voz da candidatura En Marche, o antigo inquilino da Casa Branca teria evocado a sua profunda ligação à França e a importância que atribui a uma relação amigável entre os dois países. Claro que os democratas americanos apoiam Macron.

Onfray não vota

"O verdadeiro acto de protesto é a abstenção", afirma Antoine Bueno no manifesto No Vote, cujo prefácio foi escrito pelo filósofo Michel Onfray. "O voto em branco é estéril, mas a abstenção pode ser reformista. Eu defendo uma abstenção activa, como um meio construtivo de pressão para fazer avançar a cidadania e recuperar o controle. As revoluções têm substituído uma aristocracia por outra. Não percebo o porquê de tanta histeria sobre a possibilidade de ganhar Marine Le Pen. Veja-se o que sucedeu com Donald Trump e as suas negações sucessivas, acabando por fazer o contrário como bombardear a Síria. Tudo isto demonstra que o capitalismo ainda reina e as presidentes são fantoches. Marine Le Pen não teria os meios para fazer a sua política. Uma vez eleita, teria de enfrentar uma coligação liberal dos tecnocratas de Bruxelas que desprezam as pessoas e celebrar a liberdade dos mercados. É exactamente o que aconteceu com a Grécia. Tsipras venceu prometendo montanhas e maravilhas contra a Europa, face ao euro, contra a tirania do mercado, contra a Alemanha de Merkel e etc. Agora entrou na linha e leva a política liberal imposta por Bruxelas. O mesmo iria suceder com Marine Le Pen.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Mãe de todas as marchas

A "mãe de todas as marchas" está em curso em Caracas para protestar contra o presidente Nicolas Maduro. Os manifestantes pedem a demissão do presidente da Venezuela no meio de uma brutal crise económica do país. Uma pessoa teria sido morta nos protestos. A turbulência política atingiu o ponto de ebulição no final do mês passado depois que o Supremo Tribunal decidir que assumiria as funções da Assembleia Nacional liderada pela oposição. Os críticos criticaram a decisão como uma tentativa de instalar uma ditadura. A medida foi posteriormente revertida depois das criticas ao nível internacional. As autoridades, no entanto, proibiu  o líder da oposição Henrique Capriles de cargos públicos por 15 anos. Apesar dos pedidos para que os militares removam o presidente, o ministro da Defesa Vladimir Padrino Lopez prometeu  a lealdade do exército a fascista e mentecapo  Maduro.

Desert Mountain


Trinity Church

A Trinity Church, que fica na downtown de Manhattan, foi processada pelo escultor Steve Tobin por violar os direitos de autoria quando removeu a sua obra com temas do 11 de Setembro do pátio da igreja, onde tinha sido instalada há dez anos. Eu gostava muito da peça que evocava um sicómoro (espécie de figueira) com 320 anos e preservou de danos maiores o templo, na altura do colapso das Torres Gémeas. O reitor da igreja permitiu que o artista escavasse o tronco e as raízes, criando um memorial de bronze. Tobin assumiu os custos de produção, estimados em mais de 1 milhão de dólares. A escultura de três toneladas foi instalada em 2005, mas um reitor diferente decidiu que deveria ser removido em 2015, sem informar o artista. Esta igreja, muito visitada por turistas, oferece concertos de jazz e música clássica. Tem um pátio com mesas onde se podia admirar a escultura.

Lenine na Bienal de Veneza

Os visitantes da 57ª Bienal de Veneza, que decorre entre 13 de Maio e 26 de Novembro, poderão assistir a uma representação escultórica do mausoléu de Vladimir Lenin alojado dentro de uma versão em 3D do famoso quadrado preto de Kasimir Malevich. O projecto é conhecido como Objecto número 1, o título enigmático dado por autoridades russas ao corpo de Lenine em 1924, depois da morte do líder bolchevique. A iniciativa, que marca o 100º aniversário da Revolução Russa, é uma colaboração entre a instituição cultural Gallery for Russian Arts and Design de Londres, o Factum Arte de Madrid, descrito como uma "empresa de mediação digital" e os arquitectos de Londres, Skene Catling de la Peña. Uma reconstrução do sarcófago de Lenine, baseado no projecto original do arquitecto Konstantin Melnikov de 1920, será posicionado dentro do cubo. Um anfiteatro de 60 lugares cercará o cadáver mumificado onde os visitantes podem debater o "significado contemporâneo dessas duas imagens.

William Kentridge

O artista sul-africano William Kentridge abriu uma fundação de artes perto do seu estúdio em Joanesburgo, fornecendo um "espaço seguro para a incerteza, a dúvida, a estupidez e, às vezes, o fracasso", disse ele. A fundação, intitulada Independent Centre for the Less Good Idea que é uma referência ao processo criativo, está instalada no complexo Arts on Main, um armazém que abriga o estúdio de Kentridge e outros espaços de arte. "Na África do Sul o financiamento público das instituições está desmoronando. A Galeria de Arte de Joanesburgo, que tem uma colecção maravilhosa de arte sul-africana e africana, bem como impressões de Rembrandt e outras coisas, fechou em Fevereiro. Precisava de um telhado novo e colocaram-lhe um feito de cobre, que é um material altamente desejável. Durante a noite, os ladrões roubaram-no e a chuva fez danos irreparáveis", afirmou o artista que resolveu financiar o pequeno centro de artes. A nova temporada inaugural de apresentações, exibições de filmes e exposições aconteceu em Março, organizada pelo director teatral e dramaturgo Khayelihle Dominique Gumede, o autor e activista Lebogang Mashile, o dançarino-coreógrafo Gregory Maqoma e o próprio Kentridge. Reuniu 60 participantes, incluindo actores, bailarinos, poetas, escritores, artistas, compositores, cineastas e pugilistas. Trabalharam juntos para criar uma série de performances públicas, incluindo a encenação de quatro peças de Samuel Beckett, uma obra do dramaturgo nigeriano Wole Soyinka, um desfile e uma série de performances em colaboração com um clube de boxe local.

Marianne Faithfull


Seis Suicidas

O Estado islâmico (IS) reivindicou um ataque suicida de seis homens nas posições do PKK ao sul de Tabqa, na província ar-Raqqah da Síria. Num comunicado emitido em 18 de Abril de 2017, o grupo terrorista relatou que seis homens invadiram locais do PKK na aldeia de Ayed Kabir, armados com metralhadoras e usando coletes explosivos. Quatro dos combatentes foram mortos no confronto que se seguiu, enquanto dois detonaram os seus explosivos, matando e ferindo  vários elementos do PKK. "Com o sucesso concedido de Allah e sua orientação, os irmãos Abu Hammam al-Khayr, Abu Mu'awiyyah al-'Ajili, Abu Umar al-Khayr, Abu Ismail al-Dara'awi, Abu Umar al-Farouq, E Abu Jarrah al-Khayr - que Deus os aceite - vestidos com seus coletes explosivos e munidos de metralhadoras, partiram para posições dos apóstatas do PKK na aldeia de Ayed Kabir, ao sul da cidade de al-Tabqa. Os choques irromperam imediatamente durante quase três horas. Quatro cavaleiros desmontaram, enquanto dois detonaram os seus coletes explosivos no meio da multidão apóstata, o que resultou em matar e ferir um grande número deles. Pedimos a Deus que aceite nossos irmãos entre os mártires..."

Resgate de Portugal

"Este ano de 2017 é o início de uma nova crise da dívida soberana. Enquanto a Grécia aparece novamente no radar financeiro, o resgate europeu de Portugal é também um fracasso total na sua tentativa de inverter a tendência no país. No sul da Europa, o peso da dívida foi iluminada. Hoje a dívida de Portugal é tão alta como antes da crise 2010. Os 78 biliões contribuintes europeus não têm servido nada para reverter a tendência; Na verdade, o dinheiro foi simplesmente usado para salvar os bancos. Os políticos devem realmente ser processado criminalmente por sua tentativa de impulsionar a economia. Eles não têm a experiência necessária, só se preocupam com as suas carreiras políticas. Como eu disse anteriormente, enquanto os planos do euro estavam sendo scaffolded, a comissão competente tinha participado na Conferência Económico Mundial, em Londres. Eu tinha avisado que o euro seria um fracasso a menos que a lei exige a consolidação da dívida de todos os Estados-Membros. Eles disseram que entenderam o problema, mas os europeus nunca votariam num plano desse tipo. Decidiu-se primeiro criar a moeda comum e gerir o cuidado da dívida mais tarde". (Charles Sannat)

Rumores

Há rumores de que os Estados Unidos começaram a retirar o pessoal civil da sua base perto de Seul. Além disso, membros de famílias de diplomatas e funcionários da Embaixada também estariam deixando a capital sul-coreana. Embora o Pentágono não tenha confirmado oficialmente esta informação, os relatórios sobre a evacuação apareceram nas redes sociais e servidores públicos da 2ª Divisão de Infantaria do 8ª Exército dos EUA estacionados na Coreia do Sul. De acordo com Konstantin Asmolov, um especialista russo na Coreia, a evacuação reflecte a ameaça de conflito. "Isto significa que os americanos esperam destruir impunemente as instalações nucleares da Coreia do Norte que eles entendem irá responder a esses ataques. No centro de Seul, há um bairro cheio de soldados americanos". Tóquio, segundo a mesmo fonte russa (não confiável) está planeando retirar os 60.000 cidadãos japoneses que residem na Coreia do Sul." Se for verdade, é muito preocupante.